Perguntas & Respostas - Inspeção Não Intrusiva (CT INI)

Perguntas Básicas:
1 - O que é inspeção não intrusiva?
2 - Como a INI surgiu e quais são seus principais marcos normativos?
3 - Quando a INI pode ser aplicada e quando ela não deve ser aplicada?
4 - Quais os atores envolvidos na aplicação da INI?
5 - Quais são as principais vantagens e desvantagens da INI?
6 - Como a INI vem sem aplicada no Brasil?
7 - Como a Norma Regulamentadora NR-13 trata a INI?
8 - Como a INI se relaciona com a Inspeção Baseada em Risco (RBI)?
9 - Quais as maiores dificuldades para a realização da INI?
10 - O que é "Avaliação do Risco de Corrosão" (ARC) e como ela é utilizada?
11 - O que são "Categorias de Confiança" e como elas são utilizadas?
12 - Como é feita a "Avaliação da Efetividade das Inspeções Prévias"?
13 - Quais são os maiores desafios na etapa de planejamento da inspeção?
14 - Como definir as estratégias de inspeção mais adequadas?
15 - Como definir as zonas mais adequadas de um equipamento para a INI?
16 - Como é estabelecida a "Probabilidade de Detecção" (POD) das diferentes técnicas de ensaio?
17 - Como é avaliada a qualidade da inspeção realizada?



Perguntas WS INI:
1 - Existe previsão de incorporação de RBI na NR-13
2 - Existe previsão de quando estará disponí­vel a certificação voluntária de Profissional Habilitado da NR-13?
3 - No uso de INI como é o processo para implementação nas questões dos contaminantes de processo? E qual a garantia estabelecida para evitar possí­veis desvios no futuro?
4 - Como é usado a INI na Europa, EUA e Japão?
5 - Há previsão de criação de procedimento para auditoria de resultados de INI's aplicadas, visto que o P-10 é um procedimento de auditoria de homologação?
6 - A Norma ABNT 16455 define apenas 12 END para execução da INI, com as efetividades de cada ensaio (fluxogramas). Caso sejam incluídos outros ensaios no plano de INI, além dos 12 da Norma ABNT, como definir a efetividade do ensaio para comparar com a efetividade deste ensaio extra, para comparar com a efetividade requerida, seguindo a norma?
7 - Para a realização da ISA (Inspeção sem Adentramento), a Braskem segue a mesma metodologia da INI, seguindo a ABNT? As auditorias do SPIE, aceitam a ISA? E o órgão fiscalizador (SRT) aceita a ISA?
8 - Quantas horas de trabalho, em média, o a Braskem consumiu para realizar uma INI, considerando todas as fases decisórias, planejamento, atividades de campo, etc?
9 - A CSI (Corrosão Sob Isolamento), sendo um mecanismo externo, é incluí­do no plano de INI? Ou deve ser considerado num outro plano?
10 - A avaliação de custo comparativo incluiu todo o custo de apoio para inspeção (abertura, substituição de juntas, montagem de acesso e desmontagem de internos e limpeza interna)?
11 - Quais as diferenças básicas entre a INI e o RBI? Como elas se complementam?
12 - No trabalho de verificação do histórico de inspeções (etapa crucial no processo de INI), percebe-se alguma oportunidade de aprimorar os relatórios de inspeção? O que poderiam melhorar e auxiliar os TIE (Técnico de Inspeção de Equipamentos) e os PH (Profissional Habilitado) na descrição e identificação de danos observados?
13 - Tendo em vista que a NBR-16455 não trata de metodologia quantitativa para determinar as coberturas dos ensaios aplicáveis, existe outro documento técnico que trate de método estatístico ou outro para essa determinação?
14 - Na organização do processo de INI, são gerados relatórios por etapa decisória: planejamento, avaliação de campo, etc, ou um único relatório final após realização dos ensaios e validação da INI?
15 - Qual o critério para a escolha do equipamento que será inspecionado na inspeção piloto?
16 - Como vocês cruzaram a efetividade requerida para a inspeção com a consequência da falha, considerando que na figura 6 da norma ABNR, existem tres niveis de consequencia?
17 - Qual a produtividade dos ensaio empregados na inspeção INI?
18 - O que se entende por IVI? Abrange alguma técnica mais detalhada de END ou o ensaio visual, apenas?
19 - Em termos financeiros tem alguma vantagem? Os investimentos em termos de acesso e ensaios não são bem maiores?
20 - Acho pouco provável que uma empresa disponha de equipes multifuncionais (END, planejamento, execução, análise), principalmente no que diz respeito a END, tanto no aspecto de aparelhos de inspeção  quanto de profissionais). Existe alguma alternativa para o atendimento dos requisitos de INI?
21 - Para a inspeção não intrusiva acontecer é necessário e obrigatório ocorrer também uma IVI? As duas são independentes ou não?
22 - Como a INI se relaciona com a norma de Gestão de Ativos ISO 55001?
23 - A aplicação de tecnologias habilitadoras da Indústria 4.0 (Big Data, AI, Machine Learning, etc) junto a técnicas usadas na INI seriam um avanço efetivo ou um risco desnecessário no momento? Existem estudos/projetos a respeito?
24 - Existe alguma iniciativa de fazermos um "Guia IBP" sobre INI ?
 

Sócios Patrocinadores

  •  

  •