CE Emissão Acústica

Escopo: Normalização no campo de métodos de Emissão Acústica para Ensaios Não Destrutivos no que concerne à terminologia, métodos de ensaio, requisitos de desempenho de equipamentos de ensaio e acessórios.
 
Coordenador: Sérgio Damasceno Soares - Petrobras

Para consultar os documentos, favor clicar aqui.
 
NORMAS PUBLICADAS

ABNT NBR 15194:2005, Ensaios não destrutivos – Emissão acústica em vasos de pressão metálicos durante o ensaio de pressão – Procedimento
Esta Norma estabelece o procedimento para conduzir inspeção por emissão acústica em vasos de pressão metálicos durante o ensaio de pressão, para localizar e monitorar fontes de emissão causadas por descontinuidades na superfícies externas e internas à parede do vaso de pressão, em soldas e em outros componentes fabricados.
 
ABNT NBR 15346:2006, Ensaios não destrutivos – Teste de emissão acústica em vasos/tanques de plásticos reforçados com fibra de vidro – Procedimento
Esta Norma estabelece os requisitos mínimos para o ensaio ou monitoração por emissão acústica (EA) de vasos /tanques (equipamentos) de plásticos reforçados com fibra de vidro (PRFV) sobre pressão ou vácuo para determinar sua integridade estrutural. Esta Norma é limitada aos ensaios que não excedam pressões de 0,44 Mpa acima da pressão do ensaio hidrostático e vácuo menor do que 0,06 Mpa. Esta Norma pode ser aplicada para ensaios de equipamentos novos ou em serviço. Esta Norma descreve a aplicação de incrementos de pressão ou de vácuo, enquanto é realizada a monitoração através de sensores que sejam sensíveis a sinais de emissão acústica (EA), causados por defeitos em desenvolvimento nos equipamentos ensaiados. Esta Norma fornece referências para determinar a localização e a severidade de defeitos estruturais, com critérios de aceitação para avaliar a integridade estrutural do equipamento de PRFV. Esta Norma fornece referências para ensaios de EA em equipamento (tanques e vasos de pressão) de PRFV dentro da faixa de pressão estabelecida em 1.2. A máxima pressão de ensaio (ou vácuo) para o equipamento de PRFV deve ser determinada com base em acordo entre o projetista e o usuário, e em acordo com códigos locais e jurisdição legal. Para vasos de pressão, a pressão de ensaio deve ser normalmente 1,0 a 1,5 vezes a pressão de operação. Vasos atmosféricos de armazenagem devem ser normalmente ensaiados  uma vez à pressão de operação. Vasos trabalhando a pressões acima da atmosférica devem ser normalmente ensaiados com múltiplos maiores da pressão de operação. Esta Norma também é recomendada para ensaios em operação para determinar a integridade estrutural de equipamentos em serviço, normalmente com mínimo de interrupção no processo produtivo.
 
ABNT NBR 15359:2006, Ensaios não destrutivos – Ensaio de emissão acústica em tubos reforçados de resina termocurada – Procedimento
Esta Norma estabelece os requisitos mínimos para a inspeção ou monitoração por emissão acústica (EA) de tubos reforçados de resina termocurada (TRRT), para determinar a integridade estrutural. É aplicável a tubos, acessórios, juntas e tubulações. Esta Norma é aplicável a tubos que são fabricados com fibra de vidro e fibra de carbono, reforçados com conteúdo de reforço maior que 15% em peso. A aplicabilidade deste procedimento deve ser demonstrada antes de ser utilizado para tubulações que são construídas com materiais de reforço. Esta Norma consiste em expor o TRRT ao incremento ou ciclo de pressão, enquanto monitorado com sensores que são sensíveis a EA. Quando apropriado, outros tipos de carregamentos podem ser superpostos ou podem recolocar a carga da pressão, por exemplo, térmico, dobramento, tensão etc. A instrumentação e técnica para detecção e análise dos dados de EA são descritas nesta Norma. Esta Norma fornece procedimentos para determinar a localização e a severidade de descontinuidades estruturais em TRRT. Esta Norma fornece procedimentos para ensaio por EA de TRRT dentro da faixa de pressão estabelecida em 1.6. Esta Norma é aplicável a testes de pressão abaixo de 35 Mpa absolutos (350 kgf/cm2). Esta Norma é limitada a tubos de até 0,6 m (inclusive) de diâmetro. Tubos de grande diâmetro podem ser examinados com EA, contudo este procedimento está fora do escopo desta Norma. Esta Norma aplica-se a inspeção de TRRT novos ou em serviço. Esta Norma é conveniente para uso em linha sob condições de operação, para determinar a integridade estrutural de TRRT em serviço, usualmente, com mínima interrupção do processo.
 
ABNT NBR 15360:2013, Ensaios não destrutivos – Caracterização da instrumentação de emissão acústica
Esta Norma estabelece os requisitos mínimos para teste e medição das características da instrumentação de emissão acústica e calibração periódica.
 
ABNT NBR 15361:2006, Ensaios não destrutivos – Determinação da reprodutibilidade da resposta de emissão acústica – Procedimento
Esta Norma estabelece os requisitos mínimos para ensaio ou comparação do desempenho de sensores de emissão acústica. Os ensaios descritos nesta Norma permitem ao usuário avaliar um sensor quanto à degradação ou selecionar conjunto de sensores com desempenho aproximadamente idênticos. Os ensaios não têm capacidade de prover uma calibração absoluta do sensor nem asseguram intercomparação de conjuntos de dados entre empresas.
 
ABNT NBR 15404:2013, Ensaios não destrutivos – Detecção e localização de vazamento utilizando emissão acústica – Procedimento
Esta Norma descreve um método passivo para detecção e localização de uma fonte de vazamento de gás ou líquido em um sistema pressurizado. O método emprega sensores de emissão acústica acoplados superficialmente ou sensores fixados ao sistema através de guias de onda acústicos, podendo ser utilizado para monitoramento contínuo em serviço e para monitoração de ensaio hidrostático de tubulações e sistemas de equipamentos pressurizados. Altas sensibilidades podem ser atingidas, apesar de os valores obtidos dependerem do espaçamento entre sensores, níveis de ruído de fundo, pressão do sistema e tipo de vazamento. Esta Norma não visa obter uma medida quantitativa das taxas de vazamento. Os valores dados em unidades SI devem ser considerados padrão. Esta Norma não tem como objetivo considerar todos os assuntos de segurança, caso exista algum, associados com o seu uso. É da responsabilidade do usuário desta Norma estabelecer práticas apropriadas de segurança e saúde e determinar a aplicabilidade de limitações jurídicas antes do seu uso.
 
ABNT NBR 15519:2007, Ensaios não destrutivos - Emissão acústica - Calibração secundária de sensores
Esta Norma estabelece um procedimento para calibração de sensores de emissão acústica, a partir da calibração primária de um sensor de referência.
 
ABNT NBR 16178:2013, Ensaios não destrutivos - Emissão acústica - Verificação da performance dos sensores
Esta Norma especifica métodos que podem ser usados para verificação da resposta de sensores de emissão acústica, incluindo acoplamento, dispositivos de montagem de sensores, cabos e componentes de sistemas eletrônicos.

PROJETOS E REVISÕES DE NORMAS

PN 58:000.05-013, Ensaios não destrutivos - Emissão Acústica - Detecção de corrosão em fundos de tanque metálicos de armazenamento
Esta Norma estabelece as diretrizes para o método de ensaio de emissão acústica (EA) para detecção de corrosão em fundos de tanques atmosféricos metálicos de armazenamento em serviço.
 
PR NBR 15361, Ensaios não destrutivos – Determinação da reprodutibilidade da resposta de emissão acústica – Procedimento
Esta Norma estabelece os requisitos mínimos para ensaio ou comparação do desempenho de sensores de emissão acústica. Os ensaios descritos nesta Norma permitem ao usuário avaliar um sensor quanto à degradação ou selecionar conjunto de sensores com desempenho aproximadamente idênticos. Os ensaios não têm capacidade de prover uma calibração absoluta do sensor nem asseguram intercomparação de conjuntos de dados entre empresas.

Sócios Patrocinadores

  •  


  •